728 x 90
[lbg_audio8_html5_shoutcast settings_id="1"]

VÍDEO MOSTRA MOMENTO EM QUE MULHER É BALEADA EM POSTO DE GASOLINA DE VILHENA; ASSISTA

Um funcionário do posto ficou ferido no ataque

A polícia analisa um vídeo que registrou o momento em que Rute Lopes da Silva é baleada no pátio do posto de gasolina Cinta Larga na área central de Vilhena, na manhã desta quinta-feira (17). No ataque um frentista foi baleado na perna. Ambos foram levados ao hospital Regional. A mulher passou por cirurgia e permanece na UTI em estado grave.

As imagens mostram a moto de cor escura dos suspeitos se aproximando do veículo de Rute. Em seguida, disparos são feitos, a mulher e o frentista são atingidos e os suspeitos fogem em alta velocidade. Segundo a Polícia Militar, o alvo dos criminosos era a mulher e o frentista foi vítima de bala perdida.

A mulher tem 45 anos. Minutos antes Fernando Rogério de Oliveira, companheiro dela, foi morto a tiros quando saía da Colônia Penal no bairro Jardim América. Rute levava Fernando na garupa da moto e conseguiu fugir durante o ataque e tentou buscar refúgio no posto de combustível, no entanto, foi perseguida pelos mesmos homens que mataram o companheiro.

 

HOMEM MORTO MATOU COLEGA DE CELA

Em março de 2018 Fernando Rogério de Oliveira, vulgo “Repolho”, foi condenado a oito anos e nove meses de prisão por homicídio. Fernando estava preso no Centro de Ressocialização Cone Sul, em Vilhena, quando matou outro apenado, em julho de 2017. Na época ele alegou legítima defesa, mas o júri negou a absolvição dele.

RASTRO DE SANGUE

Após os ataques no Jardim América e no Centro da cidade a PM registrou um segundo homicídio na cidade. Gilson José dos Santos, de 30 anos, foi morto a tiros por volta das 11h na rua 918 no Setor 9. Foi o segundo assassinato registrado na cidade em menos de 4 horas.

Segundo informações da PM, Gilson estava em um automóvel com uma mulher e mais três crianças quando foi interceptado por outros dois homens que estavam de moto. Foram pelo menos 15 disparos de arma de fogo, segundo relato de moradores.

A mulher que seguia no carro está no sétimo mês de gestação. Ela foi atingida por dois tiros e foi levada para o Hospital Regional. A unidade ainda não informou o estado de saúde da mulher.

 

Segundo informações da polícia, os crimes podem ter relação com à disputa territorial pelo tráfico de drogas entre facções criminosas. O 3º Batalhão da PM convocou o efetivo para reforçar a segurança nas ruas. Agentes da Polícia Civil estão em busca de pistas para identificar os autores do ataque. A reportagem acompanha o caso.

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades