728 x 90
[lbg_audio8_html5_shoutcast settings_id="1"]

“ENQUANTO AUTORIDADES DORMEM, PAIS VIRAM A NOITE EM CORREDORES DE ESCOLAS PARA CONSEGUIR MATRÍCULA”, DESABAFA MÃE DE ALUNO

Uma mãe passou 38 horas na fila de uma escola no Parque São Paulo, para conseguir matricular dois filhos

Escola Omar Godoy no bairro Jardim das Oliveiras. (Foto: Rede social)

Desde a segunda-feira (13/01) pais de alunos passam o dia e a madrugada em filas na porta de escolas para garantir as matrículas dos filhos que vão estudar nas unidades de ensino do município.  auxiliar de serviços gerais Joice P. Matias, de 29 anos, afirma que passou mais de 38 horas na fila de uma escola no Parque São Paulo, em Vilhena, para conseguir matricular dois filhos. Para ela, esse é um problema que se repete todos os anos.

“Precisam encontrar outra forma, os pais trabalham e não podem passar noites e dias na porta de uma escola na busca por uma vaga”, desabafa Joice.

REVOLTA

Uma internauta usou a rede social Facebook para criticar as autoridades. Em um grupo Cássia Teodósio escreveu: “desculpem o desabafo, mas isso precisa mudar, tenho certeza que vocês pais trabalham, muitos perdem um dia de trabalho porque passou um dia e noite no chão de uma escola, outros vão trabalhar sem dormir… Absurdo o que vi na noite de ontem na escola Omar Godoy, mães em busca de uma vaga pra seus filhos se submeterem a esse descaso, enquanto autoridades dormem em seus leitos confortáveis pais viram noite para conseguir vaga. Que política nojenta que não muda, em época de campanha prometem tantas coisas, tudo balela, lembre-se que você depende do meu voto, um faz a diferença. Revejam”, ela diz.

A Lei de Diretrizes e Bases (LDB), escrita com base na Constituição Federal, garante que toda criança tem direito a estudar e de preferência em uma escola perto de casa, mas ainda assim muitos pais precisam pernoitar em corredores de escolas e encarar filas quilométricas para matricular filhos em escolas públicas.

Publicidade

O período de matrículas de novos alunos no ensino infantil da rede municipal começou na segunda-feira, 13. No entanto, enormes filas começaram a ser criadas no domingo (12). Em várias escolas pais levaram travesseiros, lençol, colchão, cadeiras, água, café e pão, para conseguirem ficar no local até conseguirem matricular os filhos. O período de matrícula segue até a sexta-feira, dia 17 de janeiro.

REDE ESTADUAL

Nas escolas do Estado a reserva de matrículas, há alguns anos, é feita exclusivamente via internet pelo Sistema Matrícula Online.

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades