728 x 90
[lbg_audio8_html5_shoutcast settings_id="1"]

COLUNISTA PROVOCA GOVERNADOR: “E AGORA MARCOS ROCHA? VAI ZERAR O ICMS CONFORME BOLSONARO PROPÔS?”

Eu zero o imposto federal se os governadores zerarem o ICMS”, disse Bolsonaro sobre combustíveis

O colunista Alan Alex do Blog Painel provocou o governador de Rondônia Coronel Marcos Rocha, do PSL, a se posicionar sobre o desafio lançado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para que governadores zerem o ICMS que incide sobre a gasolina e o diesel.

“Eu zero o imposto federal se os governadores zerarem o ICMS”, disse Bolsonaro sobre combustíveis.

Internautas de diversos Estados encamparam a proposta do presidente.

Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, 5 de fevereiro, que ‘retira todos os impostos federais se os estados retirarem o ICMS dos combustíveis’. Para o colunista, o desafio foi lançado. No entanto, ele faz um alerta: “se Rondônia abrir mão desse imposto, o Estado literalmente vai quebrar por falta de recursos”.

Resta saber se Marcos Rocha, governador eleito na crista da onda bolsonarista vai embarcar nessa e retirar o ICMS dos combustíveis, que representa uma das maiores fontes de arrecadação do Estado. Para se ter uma ideia, em Rondônia o ICMS sobre combustíveis é de 26% (gasolina e álcool) e 17,5% diesel.

Publicidade

Cobrado e arrecadado pelos governos estaduais e do Distrito Federal, a renda gerada com a receita do ICMS vai toda para o orçamento dos estados, não sendo repassada à união. Com as verbas, os estados podem custear parte das repartições públicas e realizar investimentos na infraestrutura da respectiva localidade.

Se Rondônia abrir mão desse imposto, o Estado literalmente vai quebrar por falta de recursos. Em 2018, durante a greve dos caminhoneiros, em menos de uma semana o Estado perdeu R$ 70 milhões. E agora Marcos Rocha, vai atender o capitão? Escreveu na quarta-feira, 5, o colunista Alan Alex.

O governador Marcus Rocha ainda não se manifestou sobre o desafio do presidente.

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades